Quando fazer um auditoria no condominio?

17/07/2018

Onde há fogo, há fumaça. Esse ditado revela o saber popular sobre a necessidade de ficar atento aos sinais de alerta de que algo pode não estar correndo muito bem com as contas do condomínio.

QUANDO FAZER AUDITORIA DE CONDOMÍNIO?

Alguns vestígios são:

EXCESSO DE ARRECADAÇÕES EXTRAS

O orçamento apresentado e aprovado em assembleia pelos condôminos deve ser suficiente para arcar com as despesas do condomínio. Se os pedidos de

arrecadações extras forem frequentes, pode ser um indicativo de que os recursos não estão sendo bem usados, ou estão sendo desviados.

CONDOMÍNIO EM MAU ESTADO DE CONSERVAÇÃO

Os moradores esperam que o dinheiro seja utilizado para a manutenção dos prédios e instalações, e o orçamento prevê isso. Se essas medidas não estão sendo tomadas, para onde está indo o dinheiro?

NÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS

Se a administradora não apresenta a prestação de contas, pode ser um sinal de que está querendo esconder algo. Esse documento é essencial

para acompanhar para onde os recursos do condomínio estão indo.

Mesmo que a prestação de contas seja apresentada, desconfie se houver:

»» movimentações bancárias sem justificativa;

»» despesas sem notas fiscais ou não aprovadas em assembleia;

»» notificação de não pagamento de contas, como serviços essenciais (água, gás e luz) e do INSS.

Todos esses casos são sinais de alarme que exigem uma auditoria, investigativa ou de acompanhamento, a fim de encontrar fraudes e regularizar as contas antes que o prejuízo seja maior.